Extração industrial de madeira

A extração industrial de madeira abre as florestas à extração das árvores de maior valor econômico, deixando um rastro de estradas e destruição. Violência, corrupção e ilegalidade são frequentemente associadas à indústria madeireira. “Planos de manejo sustentável”, esquemas de extração e certificação de “baixo impacto” ou “seletivos”, e esquemas de certificação apenas disfarçam e perpetuam essa destruição.

A balsa é um importante insumo para os moinhos de vento, e o Equador é o maior exportador mundial dessa madeira. A invasão da China, da Europa e dos Estados Unidos por milhões de aerogeradores implica a derrubada de uma grande quantidade de árvores de balsa.

Enquanto continua a destruição dos territórios florestais, mais promessas e acordos estão sendo implementados em nome de “enfrentar o desmatamento e as mudanças climáticas”.