Fazendas industriais de camarão

A criação industrial de camarões destrói os manguezais. Como resultado, as comunidades costeiras perdem seus meios de subsistência e suas culturas, bem como o controle natural das inundações e os elementos de amortecimento contra tempestades costeiras. Produtos químicos tóxicos, antibióticos e camarões doentes liberados por fazendas industriais representam um risco para os manguezais e a pesca artesanal.

Apesar do intenso corte de florestas de manguezais para dar lugar a fazendas de camarão e da opressão das comunidades coletoras e pescadoras, a indústria recebe certificações.

Enquanto continua a destruição dos territórios florestais, mais promessas e acordos estão sendo implementados em nome de “enfrentar o desmatamento e as mudanças climáticas”.

O Carbono Azul surgiu como um novo esquema de compensação entre emissões e absorção de carbono em territórios costeiros. No entanto, organizações da Indonésia alertam que a iniciativa é uma estratégia para transformar territórios costeiros e marinhos em ativos negociáveis.