Mineração em grande escala

Alimentada pela demanda cada vez maior e pelos ciclos de expansão e contração dos mercados globais de commodities, a mineração em grande escala destrói florestas e polui solos, ar e água. Conflitos violentos, exploração sexual, criminalização e expulsão de comunidades que vivem nas florestas destruídas pela mineração são exemplos de impactos sociais ligados à indústria da mineração.

O WRM conversou com aliados próximos, oriundos de Brasil, Gabão, Índia, México e Moçambique para ouvir e aprender sobre suas visões de desenvolvimento.

O dinheiro que o governo indiano coleta de empresas que destroem florestas, como as mineradoras está sendo usado para assediar, perseguir e despejar pessoas das chamadas Áreas Protegidas, como Reservas de Tigres, Parques Nacionais e Santuários da Vida Selvagem.

As assembleias de aldeia em Korchi, junto com a resistência contra a mineração, estão ativamente engajadas em reimaginar e reconstruir as instituições locais. Os coletivos de mulheres também começaram a afirmar sua voz nesses espaços. (Disponível em suaíli).