Mulheres e monoculturas de árvores

A violência sexual e a perda de acesso à terra e à água são impactos específicos que as mulheres enfrentam quando as grandes plantações de árvores se apropriam da terra das comunidades. Uma vez criadas, essas plantações industriais interferem na produção de alimentos e na liberdade das mulheres de circular livremente em suas próprias terras. É por isso que, em muitos lugares afetados pelas plantações, as mulheres lideram a organização das comunidades e a defesa de seus territórios.

O vídeo denuncia a violência contra as mulheres na África Ocidental e Central, cujas terras foram invadidas por plantações industriais de dendê.

O objetivo do livro é apoiar as comunidades que querem fortalecer sua resistência e se preparar melhor para impedir que as grandes empresas estabeleçam plantações industriais de dendê em suas terras. Está disponível apenas em inglês e francês.

Mulheres afetadas pelas plantações de dendezeiros da OLAM decidiram enviar uma carta à FAO denunciando os impactos que estão sofrendo.