Mulheres na resistência

Quando as florestas são destruídas, as mulheres das comunidades que dependem delas são atingidas com muita força: suas condições de vida são especialmente precárias, e obter alimentos, medicamentos, materiais e água potável fica ainda mais difícil. Os conhecimentos e a sabedoria tradicionais que as mulheres transmitem ao longo de gerações também são colocados em risco. É por isso que elas costumam estar na vanguarda da resistência contra a destruição das florestas.

O vídeo denuncia a violência contra as mulheres na África Ocidental e Central, cujas terras foram invadidas por plantações industriais de dendê.

O objetivo do livro é apoiar as comunidades que querem fortalecer sua resistência e se preparar melhor para impedir que as grandes empresas estabeleçam plantações industriais de dendê em suas terras. Está disponível apenas em inglês e francês.

Mulheres afetadas pelas plantações de dendezeiros da OLAM decidiram enviar uma carta à FAO denunciando os impactos que estão sofrendo.