Agronegócio

A agricultura industrial orientada para a exportação de algumas commodities comercializadas globalmente (como soja, milho e arroz), bem como a produção de carne, destrói as florestas, a diversidade de sementes e os pequenos sistemas agrícolas. Esses fatores também erradicam padrões de uso da terra há muito estabelecidos e ameaçam a soberania alimentar.

Muitas concessões para plantações de dendezeiros na África Ocidental e Central foram realizadas em terras roubadas das comunidades durante as ocupações coloniais. É o caso da RDC, onde a indústria de alimentos Unilever iniciou seu império de óleo de dendê. Hoje, essas plantações ainda são palco de pobreza e violência contínuas. É hora de acabar com o modelo colonial de concessões e devolver as terras aos seus donos originais.

Enquanto continua a destruição dos territórios florestais, mais promessas e acordos estão sendo implementados em nome de “enfrentar o desmatamento e as mudanças climáticas”.