Árvores geneticamente modificadas

A engenharia genética de árvores pode incluir a manipulação de genes para que sejam hiperativos ou totalmente inativos, ou a inserção de genes de uma espécie em outra. Isso é feito, entre outras razões, para obter variedades com maior produtividade ou para aumentar a resistência ao frio ou à seca. Pouco se sabe sobre as consequências biológicas dessa manipulação. A campanha internacional chamada Parem as árvores transgênicas (Stop GE-Trees) divulga informações e dá apoio a comunidades diretamente afetadas por essa ameaça.

Mais de 50 organizações, redes e movimentos do Brasil e do mundo denunciam a liberação no meio ambiente e o uso comercial de mais um Eucalipto Transgênico da Suzano Papel e Celulose.

A Suzano esteve presente nas negociações climáticas da ONU de 2021 por um motivo principal: promover as plantações de árvores como uma “solução” para as mudanças climáticas, com o nome de “soluções baseadas na natureza”. A empresa busca lucrar cada vez mais com as chamadas políticas climáticas.

Árvores transgênicas e plantações de monoculturas de árvores. Conflitos, ameaças e lutas de resistência no Brasil. Uma compilação de artigos do Boletim do WRM e outras publicações. Brasil, Abril de 2019

Anne Petermann, coordenadora do programa global "Campaign to Stop Genetically Engineered (GE) Trees", explica que são, riscos, incertezas e contexto das Árvores Transgênicas atualmente.

Uma ameaça alastra-se por nossos territórios. Sob o falso nome de “reflorestamento”, que soa bastante simpático, imensas plantações de árvores exóticas vem sendo implementadas no Brasil por empresas transnacionais. Convidamos a assinar a seguinte carta conosco.

Disponível em espanhol e inglês